quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Intensidade


O medo paralisa e a ansiedade atropela
Hoje cá estou, assombrada por estes sentimentos...
Calafrios percorrem meu corpo...
Arrepios... Movimento...
O que será?
Melhor não pensar...
Viver, deixar acontecer...
Ousar?
Melhor escrever, serenar...
Acalentar a parte boa dessa confusão que faz a vida valer a pena...

Bianca Velloso

13/10/2012

2 comentários:

Luccas N. Stangler. disse...

Muitas dúvidas nos cercam, poucas certezas nos confortam...

Quem disse que na vida da gente não tem poesia? disse...

E que bom que é assim, Luccas! Porque as certezas não são confiáveis! E as dúvidas alimentam os sonhos!