sábado, 1 de outubro de 2011

Loucomelo

Abre-se o portão, fecha-se o portão
entre esses tempos (tempos relativos)
nada faz sentido
abriram-se as portas da percepção

o que são relacionamentos?
o que eu sou?
o que tu és?
angustiante conhecimento

lua cheia, faz sombra
isso vai passar?
quero sair daqui!

acabou, volto ao mundo da realidade
ou seria o mundo da ilusão?
ah, Aurora, veio contigo a doce bitolação.

Camilíssima.

3 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom!
Escrito no...

L!

posseiro das palavras disse...

do caralho!

Poeta do Exílio disse...

Gostei, Camila!